22 junho 2016

Bem me parecia


Cada vez que recebo uma fatura da EDP fico sempre com dúvidas sobre se as contas estão certas. Por estes dias recebi um folheto com umas estatísticas sobre a origem da energia por mim consumida e confirmei que, realmente, há por aqueles lados umas lacunas matemáticas graves.

A olho, graficamente, as parcelas “renováveis” representariam aproximadamente 3/4 do total. Excelente! Só que, há qualquer coisa que não bate certo: então os 12,46% do carvão estão representados muito mais pequenos do que os 7,3% das outras renováveis!?

Na metade esquerda do círculo, parece haver uma dimensão equivalente entre a soma das duas origens renováveis e as restantes três. No entanto, na realidade a relação é de 15,36% (7,3 + 8,06) para 33,89% (9,85+ 11,58+ 12,46) – é só fazer as contas!

E agora, que confiança posso ter eu na minha fatura?!

Sem comentários: